Home » Destaques » Nada a Perder – Contra Tudo. Por Todos

Nada a Perder – Contra Tudo. Por Todos

Trata-se de um filme na primeira impressão mediano, nitidamente produzido para atender as necessidades de um público específico. A fotografia, logicamente, leva o carimbo das novelas da emissora Rede Record. Nas cenas dramáticas a trilha sonora é exageradamente triste, o que força a comoção do público. No papel principal se esperava mais de Petrônio Gontijo, já que alguns pastores da Igreja Universal imitam melhor o líder que o próprio ator do filme. No geral, todas as atuações são razoáveis.

O filme relata a história de um líder antagônico rejeitado que sofria bullying quando criança devido a uma doença nas mãos, mas Macedo venceu todas as barreiras, pois tinha no coração a força de pregar o evangelho. Porém a pergunta que não quer calar é: você falaria mal de você mesmo no seu filme? Pois é, esta biografia foi escrita pelo próprio Edir Macedo, o que, obviamente, não deixa claro as graves acusações feitas contra o Bispo na época.

Vale destacar a aparição de alguns desafetos do Bispo, como o missionário R. R. Soares (André Gonçalves), sendo tido como uma espécie de egocêntrico religioso movido pelo espírito da concorrência. Enfim, uma coisa é certa, os adeptos de Edir Macedo vão adorar.

Fgn Designer

 

Comente!

Nada a Perder – Contra Tudo. Por Todos Reviewed by on . Trata-se de um filme na primeira impressão mediano, nitidamente produzido para atender as necessidades de um público específico. A fotografia, logicamente, leva Trata-se de um filme na primeira impressão mediano, nitidamente produzido para atender as necessidades de um público específico. A fotografia, logicamente, leva Rating: 0
scroll to top